Política em Destaque

[PolíticaTOP][bleft]

Negócios em Destaque

[NegóciosTOP][grids]

Afinal, o que devemos dar no Natal?

.


Com o Natal a aproximar-se, chega a hora das trocas de prendas, e toda a logística que tem de ser aqui aplicada. Temos de passar a ideia de que pensamos sobre o que dar, e o sentimento por detrás disto, sem sermos exibicionistas ou semíticos, o que é problemático para quem deixa a compra das prendas para a última da hora.

Se todo este processo o faz ficar um bocadinho nervoso, já não tem de se preocupar. A Escola de Negócios da Universidade de Carnegie Mellon, em Pitsburgo, Estados Unidos, avançou com uma pesquisa sobre os grandes Sins e Nãos da troca de prendas. O estudo analisa aquelo momento estranho quando damos uma coisa que pensamos ser excelente e a resposta do outro é algo… anticlimática.

O estudo indica que quando damos prendas é melhor não pensar na reacção inicial da pessoa, mas se ela irá gostar e utilizar a prenda no futuro. “Os dadores focam-se no momento da entrega. Os destinatários, no entanto, focam-se no quanto o presente será valioso durante a posse do mesmo. Dadores e destinatários têm perspectivas diferentes no que toca ao que faz um presente ‘valioso’”, afirmam Jeff Galak, Julian Givi e Elanor Williams.

Assim, podemos excluir logo os presentes a gozar, ou aqueles sexy mas impraticáveis. Temos de pensar também, que arriscamos mais com os presentes físicos, a não ser que os destinatários tenham explicitamente pedido por eles. Destinatários também gostam menos de presentes inesperados, algo único mas impraticável, ou algo socialmente responsável.

Com tudo isto, o que deveremos então dar como prenda de Natal? O estudo indica que as prendas que são experiências são mais admiradas do que os presentes físicos. O que vai de encontro com o que os dadores gostam mais, que são prendas físicas, pois podem ver o destinatário abrir um presente concreto e imediatamente.

O que podemos concluir com o estudo, é que se calhar é melhor darmos um jantar ou uma ida ao spa, ou àquele amigo mais radical uma queda de pára-quedas, do que aquele DVD que achamos que ele iria gostar. E para quem não sabemos mesmo o que dar, mais vale darmos Cartões Prenda, que eles podem usar numa coisa que realmente querem, do que termos de lidar com todo a atitude passivo-agressiva que poderia ocorrer com a prenda errada!

Sem comentários :


Tecnologia em Destaque

[TecnologiaTOP][list]

Economia em Destaque

[EconomiaTOP][bsummary]

Crime em Destaque

[CrimeTOP][twocolumns]